Gerentes de bancos esclarecem falta de cédulas e lei dos 15 minutos em CFormoso

São frequentes os relatos de indignação de clientes e usuários de agências bancárias de Campo Formoso (BA) por conta do descumprimento da Lei dos 15 minutos e da falta de cédulas em terminais de autoatendimento em finais de semana e feriados prolongados, foi o caso da Semana Santa.

Ao Jornal 98 Notícias desta terça-feira (03), o gerente interino da Caixa Econômica Federal, Joenzio Honório Ribeiro comentou a situação.  “Nestes dias a gente não teve problema por falta de numerário. No final de mês é complicado porque a gente faz o pagamento da folha dos servidores públicos, mas dentro do possível a gente tem atendido essa demanda para não faltar recurso no autoatendimento”, disse.

Ainda segundo o gerente, a quantidade de funcionários influencia no atendimento. “De fato, os 15 minutos, a depender do período do mês, a gente não consegue entender justamente pela demanda que é grande. É uma tendência de todos os bancos que os clientes migrem para os meios digitais”, disse o gerente.

A gerência local do Banco do Brasil não quis gravar porque não tem autorização da central, mas informou que busca respeitar o tempo de atendimento previsto em lei.  Segundo ela, houve defeito nos terminais, porém o problema foi resolvido e os clientes puderam fazer serviços na segunda-feira (02).

Outro problema relatado pelo BB de Campo Formoso (BA) que influencia no atendimento é a procura constante dos serviços bancários pela população de Pindobaçu (BA) e Jaguarari (BA), pois nestas duas cidades não existem mais unidades.

A reportagem da 98 FM foi ao Bradesco, mas ninguém quis comentar.

 

Confira no áudio:


Foto: Leandro Daniel
Redação do site da 98 FM

 

Mobile Porn Videos