Operação da Polícia Federal prende homem em Campo Formoso

A Polícia Federal prendeu nesta terça-feira (04) em Campo Formoso (BA) um suspeito de envolvimento em um esquema de sonegação fiscal e evasão de divisas na exportação de pedras preciosas para países como Índia e China. Segundo a PF, foram movimentados cerca de R$ 44 milhões.

Gilvá da Silva de Diniz foi preso na Operação Marakata por volta das 6h da manhã na própria residência, no bairro Raulindo Saturnino. Em seguida, ele foi encaminhado para a delegacia da Polícia Civil da cidade para prestar depoimento e permanece preso.

De acordo a PF, o suspeito atuava na empresa O.S. Ledo Ltda, citada nas delações premiadas de Vinicius Clarer e Cláudio Fernando Barbosa. Esses dois são apontados em fraudes do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral.

A investigação contou com duas equipes da Polícia Federal, uma de Juazeiro e outra de Salvador.

Outros suspeitos foram presos no Rio de Janeiro. O caso ganhou repercussão em toda a imprensa do país.

A reportagem da 98 FM acompanhou a ação em Campo Formoso.

 

Imagem ilustrativa

Confira no áudio:


Redação do site da 98 FM

Mobile Porn Videos